24 de abril de 2012

A amizade é...


Olá, meus amores!
Saindo um pouco do fútil, inútil ou como queiram chamar, quero comentar algo interessante com vocês e que, de repente, até podemos ter algo em comum. A amizade.
Para quem vai ter saco o suficiente para ler, agradeço.

Não tenho nem 27 anos ainda, mas ao longo desses anos, fui aprendendo muita coisa com relação a uma verdadeira amizade, o que ela significa, e para quê serve.
Eu senti vontade de postar sobre isso aqui hoje quando visitei uma igreja neste fim de semana, onde havia uma festividade em comemoração ao aniversário do reverendo. Muitas homenagens lindas demonstrando o carinho e amor por aquele homem, e entre elas uma canção que foi tocada fez meus olhos lacrimejarem ( já que fiz o maior esforço para não borrar minha maquiagem ). A canção se chama: O Poder da Aliança, da cantora e Pra. Ludmila Ferber ( que admiro demais pelo jeito de ser, de se vestir, de cantar, falar, ministrar, tudo ).


Olha gente, foi chegar em casa e procurar o vídeo no youtube para ouvi-la novamente, e confesso que chorei muito. Me entendam agora:
Eu sempre fui uma criança muito descontraída, extrovertida, alegre, palhaça, e o mais interessante... fiel às minhas amizades. Desde bem menina mesmo, bem criança, tipo 3 anos ( que é a idade que começo a me recordar das coisas de forma mais nítida e me entender por gente).
Meu primeiro grande sofrimento pela perda de uma grande amizade foi com a idade de 5 anos, quando uma amiguinha, que era também vizinha minha, veio me falar que iria se mudar. Nossa, como sofri! Ela era tipo a irmã que eu sempre quis ter e vice e versa. Éramos bem ligadas e sofremos as duas. Ainda posso lembrar da nossa despedida: Só lágrimas.
Mas como eu sempre fui de fácil relacionamento, fiz muitas outras amizades. Umas estreitas, outras largas, outras ligadas por algo em comum, mas eu sempre fui muito ligada e fiel a quem eu decidia ser amiga.
Lembro de outro sofrimento, pois ela foi minha 2ª amiga mais chegada que uma irmã. Estudávamos juntas e éramos vizinhas de condomínio. A idade era aproximada dos 7 ou 8 anos. Ainda lembro dela triste vindo me contar que os pais se mudariam para São Paulo, o que me causou um choque, pois a gente fazia quase tudo juntas, e a pesar das nossas diferenças, éramos muito unidas, o que era legal. Aff...outra perda na minha vida. :(
Depois desse episódio, comecei a sentir medo de me apegar demais as pessoas, mas meu jeito de ser não permitia que me relacionasse de forma superficial com ninguém, muito menos com os que tinham afinidade mútua.
Então fui crescendo, conhecendo mais gente, me relacionando com pessoas de outras cabeças, outros vícios e manias, e assim minha vida foi seguindo.
Conheci muita gente interessante, fiz muitas amizades fortes, mas me decepcionei com grande parte delas e perdi algumas por falta de contato. Quem me dera naqueles tempos a internet fosse tão acessível como é hoje em dia. E olhe que nem faz taaanto tempo.
Então, comecei a notar que, as pessoas que eu mais me apegava, me decepcionava de alguma forma. "Uiii, ela só quer ser a coitadinha!" Não é isso. Vocês vão me entender.
Lembro que depois da minha última amiguinha q foi pra SP, tive outros melhores amigos, e algumas dessas amizades só não prosseguiram com a mesma intensidade devido mesmo a distância, mas as mais próximas, foram as que me fizeram sofrer.
Então, um belo dia, ouvi uma outra linda canção da Ludmila, só que um pouco mais antiga do que esta citada lá em cima, que inclusive já tirei umas notinhas no violão e já cantei muito por achar lindíssima: Canção do Amigo. Letra fortíssima também, mas que só aprendi o seu significado bem mais tarde, infelizmente.


Vejam o refrão dessa canção:


Amigo se faz em tempos de paz, mas na angústia é que se prova o seu amor.

Amigo se é na glória e na dor. Quem é amigo, suporta e crê. Quem é amigo é fiel até o fim.


Aí, eu comecei a me questionar: Será que eu sou perfeita demais ou meus amigos que são?
Meu Deus, será possível que tanta gente tem amigos de verdade, menos eu?
As decepções que citei acima são de gerar textos mega extensos, mas resumindo um pouco de cada experiência isolada, posso dizer que inclui: Fofoca, mesquinhez, intriga movida por ciúmes na amizade, inveja, conflitos de pensamentos e ideias, foco errado, interesses, valores opostos.
Hoje, olhando assim, como se fosse um filme passando pela minha cabeça, com exceção as duas primeiras lindas amizades que conquistei na infância, eu posso afirmar: Não tive amigos que pudesse chamá-los de irmãos. Tive sim conhecidos próximos, pessoas com coisas em comum, colegas.
Descobri isso ao longo desses anos com muita análise nos comportamentos variados dessas pessoas que me aproximei e me baseando também na psicologia.
Cheguei a conclusão de que, não importa quão querido, amável, inteligente e perfeito você seja, a amizade verdadeira é um dom de Deus, algo raro. Um amigo com todas essas características ou boa parte delas citadas nas duas cações, definitivamente, é algo muito raro.

Não estou aqui espiritualizando demais nem  agourando quem é cercado de pessoas que se dizem ser suas amigas, e nem lamentando o que muitos podem acreditar ser uma carência da minha parte. Apenas volto a afirmar: Amizade verdadeira é uma dádiva.




A pra. Ludmila escreveu um texto muito lindo sobre a amizade, e um trecho diz:
"...Amigos são valiosos demais...Não se vendem, nem se podem ser comprados…"
Há ainda uma grande verdade conhecida que diz assim: "Quem encontra um amigo, encontra um tesouro."
Quais as chances de se achar um tesouro? #ficaadica

A questão da minha vida não foi se eu errei ou porque erraram comigo.
A grande questão é: Eu conquistei amigos?
Tenho plena consciência de que fui amiga o tempo todo, mas também pode ser que em plena inconsciência fiz ou falei algo que possa ter magoado. Não sou perfeita, sei disso. Mas e se foi algo que eu falei ou fiz? Qual a função de um amigo nessas horas? Não é a de perdoar? Perdão...Lembrar sem ressentimento...e outro tema kkkkkkkkkkkkk
Bem, só sei que cumpri até onde pude com minha função de amiga, e se não pude ter em troca o mínimo de consideração, foi porquê não achei ainda este tesouro.
Já sofri muito, mas hoje estou bem e me sinto resolvida comigo mesma, e sem aquela carência por amizade.

E porquê eu chorei ao ouvir as canções? Porquê senti saudade dos tempos em que pensei que tinha a verdadeira amizade de certos amigos que para mim foram mais chegados que irmãos, mas infelizmente não souberam retribuir por egoísmo. Onde há hipocrisia, a amizade sucumbe.
Também criei e alimentei falsas expectativas em mim mesma, o que foi um erro que nunca mais pretendo repetir.

Sei que muita gente vai entrar agora numa verdadeira discordância comigo, mas quero deixar claro que minha vida não cabe neste post. Não dá pra especificar o que houve para que minhas amizades referidas acima chegassem ao fim, pois como falei logo no início... são quase 27 anos de vida, então é muita história pra se contar num simples   post.
Peço que não me julguem apenas pelo que tem neste post, pois realmente não me conhecem nem conhecem minha história, e nem sinto a necessidade de expor mais do que já expus.

Há pessoas conhecidas minhas que lerão este post e pode ser que se chateiem, se entristeçam, mas a minha intenção é apenas clarear as ideias, pois eu acredito que estou caminhando para novas e saudáveis amizades, mesmo com aqueles conhecidos mais antigos, ainda acredito que há salvação. rsssss
Amo e trato da melhor forma possível todos os que são chegados a mim, e confesso que "estou selecionando bem meus diamantes, pois cacos de vidros não em enganam mais".

Estou adorando conhecer novas pessoas na rede, amigos blogueiros, e sinceramente pelo a Deus que, se for pra ser, que verdadeiras e profundas e sinceras amizades se formem aqui. Ainda que à distância, acredito numa amizade sincera.

O amigo sabe o nível das batalhas que nós temos,

O amigo fica junto e permanece assim, de pé,
Conhecendo as nossas crises e nos sustentando em fé”.
É desse jeito que meus amigos são.
É desse jeito que quero sempre ser.


Bem, falei falei e falei, e realmente espero que tenha conseguido deixar claro o pensamento que quis transmitir.
Fiquem a vontade para comentar, caso tenham conseguido chegar até aqui. Haja saco! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Photobucket

4 Pessoas viram por aqui.:

Cerejα Top ღ (cαmilα) disse...

Cléo fiquei um pouco emocionada com seu post e eu passei ... algo idêntico? Não sei como pode mas é.
Mas o meu acho que foi um pouquinho mais traumático, a que eu mais gostava na infância não era minha amiga. Eu cuidava de todo mundo e esqueci de mim, também cheguei à um limite e vi que ninguém tinha culpa, eu tentava proteger demais as amigas. Mesmo conhecendo tantas amigas falsas eu sempre achava que a próxima seria diferente, mesmo com muito medo eu dava chance para a próxima, e para a próxima amizade. Não se deixe levar porque algumas pessoas não mereceram viu? Dê-se a chance de ser feliz sempre :D

Quando me resolvi, o mundo mudou comigo. Não sei onde estão meninas assim agora, consegui trazer o equilíbrio para as amizades. Quando a gente mesma não se abandona, então o mundo vem fazer companhia não é?

Que bom que se resolveu e espero que consiga deixar todo ressentimento, eu sei é duro, eu tentei por muito tempo e finalmente consigo citar nomes sem que o coração bata queimando. Acho que perdoei.
Esquecer só com amnésia, mas quando a coisa ficava preta me lembrava também que mesmo sem querer, posso ter magoado outras pessoas também :D

Post maravilhoso, beijinhos.

Cléo disse...

Obrigada, querida.
Pois é, mas ainda acredito que tudo acontece para nosso amadurecimento.
As vezes colocamos muitas expectativas nas pessoas, o que complica.

Beijo!

Adriana Fernandes disse...

"A indiferença é que entristece mais.
Aqueles que te olham como se nunca tivessem vivido uma vida com você.
Triste."
Realmente, nao tem coisa pior, né?
bjs
www.chocolatecommenta.com

Adri Lima disse...

Cléo, creio que estamos em sintonia!!!!
Escrevi sabado uma crônica que fala bem isso da amizade verdadeira... e o que vem mesmo a ser amigo!!!
So ainda não pus no blog por que preciso edita-la...sou do tempo que escreve mtas vezes em papel,risca,rabisca e depois trago p o note,mas logo vai!!!

Beijos
Adri

Página Anterior Próxima Página Home

Destaque

Beijo, Me Linka.


Blog Archive


Tirinhas e frases divertidas com a vilã mais querida das Tele Novelas latinas.

O que você faz com o óleo de cozinha usado?

BlogosferaNoFaceBook

Blogueiro, conheça este grupo onde se reúnem mais de 1000 blogueiros trocando ideias. Vale a pena e eu recomendo.

Blog Archive

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Clique em CURTIR e faça parte da nossa fan page no Facebook.

Powered By | Blog Gadgets Via Blogger Widgets

Search

Carregando...

Sigam-me os bons

Viram por aqui

Parceria

Marcadores

#BrasilAcordou #OGiganteAcordou 00 reais 1 ano 13 1º de Abril 1º post 2012 filme 3 temporada 300 3D 70 mentiras 8 de março A Usurpadora abandono abandono de animais aborto absorvente acessórios carro Acidentes Adesivos Adeus Emmanuelle Affair afiliados Água Aguilera Ajinomoto Alcatraz Amizade Amostras grátis Ana maria braga animais de rua Anime Aniversário do blog Aniversário do Vejo Por Aí ... Antes da fama Antes e depois Aquecimento Global As Maldades da Paola Bracho assaduras assassinato ator aula de ética aumento de preço dos tomates Avenida Brasil Azar Babi Rossi Bactérias Baião de Dois bebe mais casa bebe mais numero bebês Bernardes Beyoncè bieber Black friday blogar Blogger Blogosfera blogs Blogueira Blogueiro blogues blowtex skyn Bob's bolsa família Bolsa tomate Bolsas grátis Boneca bonitos Brasil brindes britney Bruno Mars cachorro calcinhas calypso camisinha Cancelada Canibalismo cantores cantores quando eram criança cão Captchas Careca caregadores Caricaturas Carminha Cartaz Cascada Celebridades Celebridades quando eram crianças celular Charlie brown Jr Chato Chevrollet Chimbinha Chorão Chuck Norris cine privê Cinema coelho da páscoa Coisas que chegaram pra mim coleção de livros infantis Comentários como blogar Como postar como ser o novo papa como ser um blogueiro concurso Confiar conteúdo copa copa 2014 copa do mundo Cópia cosplay covardia Creme criador criador da página criança crianças cristina crítica críticas Cronograma das Séries crueldade cuidado Cuidado com o cão curiosidade de graça de propósito Deagostini dengue dental Denúncia Depressão Dermacyd Desafios desesperada desnecessário Dexter Dia da mulher Dia do Beijo dia dos namorados Dia dos pais Dica Dican dicas diga não ao abandono dinheiro direção Divulgação Dona da voz do google tradutor Economizar educativos Elenco emagrecer Emmanuelle empresas Encontro Engraçados Enrique Lizalde Enrique Lizalde faleceu ensaio Entrevista Entspannung Erros erros blogueiros estilista estréia evil rick Exercício Facebook Família Feliz famosos fantasma Fátima Feliz Dia das Mães fenômeno fergie Fernanda Brum filha do kiko filme erótico Filmes filmes para assistir Fim fim do msn fim do mundo Flagras Fofoca Fogo fotografia fotógrafo Fotos frases Frete grátis Gabriela Game of Thrones garrafas pet Gastronomia Gato preto Gatos Geise Arruda Germes Gifs Globo Google Google Street View Google tradutor gratis grátis Grávidas Greenpeace Grimm gringos grotesco Habemus Papam hd high definition hipocrisia hollywood homem perfeito Homenagem homens Ibope Imagens impacto Profundo independence day Indicação de blogs Infância infantis Infecções inseto insetos Insider Insiders instagram internet inúteis invisível iPhone iphone roubado irmã zuleide It Will Rain Itaú Joelma Jogos Jogue e ganhe Joguinho$ john lennon Jóias grátis Jon Snow Juliana Paes sem maquiagem justin Katty Perry Kiko kit kit vanish la usurpadora labrador ladrão larva Latino Lavar legalização do aborto lesma lindos liquidificador Livro livros Lixo musical Mãe maiô Mama manifestação manifestações Manutenção mãos Maquiagem Maria do Bairro Maria Mercedes Máscara masturbação Meio ambiente Meme Menstruação Mentira michael jackson mini hortas missão ao centro da terra Morre chorão morte motorista Mr. Catra msn muda visual Mulher Mulher feia Mulher Melancia Mulheres Menstruadas Mundo música Músicas Músicas que Não saem da cabeça Nada nessa vida é impossível pra mim namorado mala Namoro não abandone não trate como nina nordeste Notícias Novela Novos blogueiros o dia depois de amanhã o dia em que a terra parou o filme O.B. óculos 3d Olook Once Upon a Time Orgasmo orkut Os famosos e a simplicidade Os Vingadores ovos de páscoa Pagar palavra cantada Pânico na band Paola Bracho papa Paparazzis para mulher Para Nossa Alegria Para Sempre parceria parcerias Páscoa passar pastilhas Pele Pensamento pequenas pirataria Plágio Planeta polêmica porno Pornografia praia Pregador Luo e chorão presa Preservação preservativos preso Pretty Little Liars Prevenção Programa Promoção Promoções e sorteios Proteção Protestos qualidade quem te trata como quero ser blogueiro recargas grátis receita receituário Reciclagem recomendo red friday redes redes sociais relaxamento repelente caseiro Repórter Resenhas respeito retirem seus captchas Reutilização Óleo de cozinha usado Revista Época Revistas Revolution Rick rip msn Rita rmvb Robb Stark Ronaldo roubo de conteúdo roubo no trem roupas bizarras Sabão caseiro Sabores salgada Salto alto sanduíches Sapatos grátis season finale seca sedução Segunda Feira seis milhões seleção Selos recebidos sem noção Sem Saída sem sentido Sem silicone sem sorteio senhoras da tv séries Séries canceladas Séries da Minha Vida Sexta Feira Sharknado Sheila Carvalho Simpsons Sinopse site so que não Só que não Sogras solidariedade Sônia Abrão Sorteios sorteios de blogs spears spoilers Subway sulução Super heróis Sustentabilidade Susto Tattoo Tatuagem Taylor Lautner tenso Terra Nova The Following The Insiders the insiders brasil The Secret Cicle The Vampire Diaries The Vow The Walking Dead Tigor timberlake tirinhas tomates Tony Salles Top gringos bonitos Top Vídeos Torta tosco traição TRESemmé Trilha sonora Troll True Blood Truly Madly Deeply túnel do tempo turma da monica Turma do Chaves tutorial Tv aberta Tv Globinho um tempo Utilidade valda vale presente grátis Valesca Popozuda vanish Véi na boa Versão forró vetor Vídeos Xuxa Xuxa sem maquiagem yahoo yoko ono

Agregadores